Página InicialNa MídiaNotícias das Regionais

27/04/2015 - DevOps: um novo processo e cultura de desenvolvimento de software ou uma releitura de práticas existentes?

DevOps é uma metodologia que promove a melhoria da comunicação, integração e colaboração entre as áreas de desenvolvimento (DEVelopment) e operações (OPerations), através de um movimento ligado a cultura organizacional que envolve valores, princípios, métodos, práticas e ferramentas no intuito de entregar software de melhor qualidade a contento e dentro de um ambiente controlado.

 

 

Segundo o gerente de sistemas da Prodemge e CEO da QATest Tecnologia, Welington Costa Monteiro, o primeiro passo para a adoção do DevOps na empresa de TI acontece com a realização de um diagnóstico detalhado entre as áreas de desenvolvimento e operações, com mapeamento de competências, de processos e ferramentas, visando definir o planejamento de sua implantação, que deve ser feito por partes, até que seja concluído em todo o ciclo de interação entre essas áreas.

Para Monteiro, a integração dos processos permite a utilização de ferramentas de forma automatizada em todo o ciclo, eliminando o trabalho manual, promovendo aplicações que tenham sido avaliadas de acordo com critérios de qualidade estabelecidos, como inspeção de código, testes de segurança e desempenho, além de garantir – através da padronização dos ambientes – uma maior confiabilidade. “Promove a melhoria dos diagnósticos dos incidentes que podem ocorrer no ambiente de produção, possibilitando uma resolução mais rápida do problema e garantindo uma maior disponibilidade do serviço em produção”, acrescenta.

A implantação da filosofia do DevOps traz benefícios tanto para as equipes de desenvolvimento quanto para as equipes de operações (infraestrutura). A infraestrutura torna-se mais organizada e, ao mesmo tempo, mais ágil e eficiente. “Com isso, a equipe deixa apenas de administrar e passa a desenvolver a infraestrutura, promovendo uma criação de novos ambientes de forma mais rápida e segura ao mesmo tempo, com os ambientes mantidos de forma padronizada e com total controle”, ressalta Monteiro.

Ele reforça ainda que para a organização como um todo, a principal contribuição é promover o fim da divisão entre desenvolvimento e infraestrutura, com a participação de ambas as equipes no planejamento do ambiente de produção, facilitando o alinhamento das equipes e o monitoramento da aplicação.

Além disso, a metodologia pode ser aplicada em empresas de todos os portes. “Há prejuízos financeiros e de imagem com as empresas que não abordam a cultura do DevOps. Afeta empresas de qualquer porte, tendo em vista que uma solução não confiável, que tem recorrentes problemas para liberação de seus releases, traz impactos significativos para qualquer tipo de negócio”.

Princípios do DevOps - Monteiro elenca os princípios do DevOps que podem ser resumidos em três caminhos. De acordo com ele, no primeiro caminho o que importa é o desempenho do sistema como um todo, e não de um departamento ou serviço específico. Dessa forma, o foco é em todos os fluxos de valor de negócios que são permitidos pela TI. “Começa quando os requisitos são identificados por negócios ou TI, e construídos no desenvolvimento e, em seguida, passam para operações de TI, onde o valor é entregue ao cliente na forma de um serviço”, explica.

O segundo caminho trata de criar os loops de feedback entre a área de operação com a área de desenvolvimento. “Em síntese, visa a melhoria de processo, diminuindo e amplificando os loops de feedback, para que as correções necessárias possam ser feitas de forma contínua”, ressalta Monteiro.

O terceiro caminho envolve a criação de uma cultura que promove a experimentação contínua, que exige correr riscos e aprender com o sucesso e com o fracasso, além de entender que repetição e prática são pré-requisitos para dominar algo.

Case - O diretor de tecnologia da attps, Thiago Campos Pereira, comenta acerca da experiência da sua empresa com o DevOps. “Na maioria das situações encontradas na attps, descobrimos que o problema não está no desenvolvimento do software em si, mas no processo de liberação do mesmo para o cliente. A metodologia permite o controle do processo, evitando falhas humanas, e permitindo que uma vez corrigida, não ocorra novamente”, explica.

De acordo com ele, a attps está passando por um processo de implementação de ALM (Application Lifecycle Management), que vem desde 2010. Nesse período, focou na qualidade do processo de desenvolvimento de software, mas descobriu que grande parte dos problemas não está no processo de desenvolvimento, mas no empacotamento do software e na liberação para o cliente, fato que levou na adoção do DevOps. “Com a implementação, reduzimos as falhas do produto entregue para o cliente e interferências indevidas na liberação de versão, encurtamos o tempo de liberação de versões, melhoramos a qualidade percebida pelo cliente e reduzimos a perda com correção em falhas na liberação da versão”, conta.

Evento – O Comitê de Engenharia de Software da Asespro-MG promove no dia 6 de maio (quarta-feira), às 9h, o evento com o tema DevOps: é um novo processo e cultura de desenvolvimento de software ou uma releitura de práticas existentes? Essa edição contará com a participação do gerente de sistemas da Prodemge e CEO da QATest Tecnologia, Welington Costa Monteiro, do arquiteto de tecnologia da attps, Leonardo Ferreira da Silva e do COO da especificacoes.com, Márcio Sete.

Que saber mais? Clique aqui ou entre em contato através do telefone (31) 3194-7671 ou via e-mail: ariane@assespro-mg.org.br ou entre no site do Comitê de Engenharia de Software da Assespro-MG. 

Editar esta página (área restrita)

 

Institucional

Associados

Biografias

Depoimentos

Diretoria Nacional

Diretorias Regionais

Histórico

Internacional

Missão, Visão e Valores

Núcleos Regionais

Transparência

Contatos

Contate Nossa Assessoria

Onde Estamos

Receba nossa Comunicação

Sua Opinião

Webmaster

Associe-se!

Filie-se Já!

Quem pode se Associar

Seja um Conveniado

Seja um Patrocinador

Benefícios

Comerciais

Competitividade

Eventos

Juridico-Tributarios

Reconhecimento

Recursos Humanos

Representatividade

Salas e Auditórios

Biblioteca

Agenda do Setor de TI

Dados de Mercado

Documentos

Inscritos em Prêmiações em Andamento

Inscritos em Premiações Encerradas

Legislação

Material de Eventos

Oportunidades de Negócios

Perguntas Frequentes

Recomendações

Loja Virtual

Inscrição Prof. Imre Simon - 2014 - ASSOCIADOS

Inscrição Prof. Imre Simon - 2014 - NÃO ASSOCIADOS

Livro 'Juntos Somos Mais'

Na Mídia

Artigos

Clipping

Mídias Sociais

Newsletter

Notícias das Regionais

Notícias do Setor

Notícias dos Associados

Press Kit

Press Releases

Revista TI

Semana em Brasília

>
 
 
 

(C)opyright 1976 - 2016 by Assespro Nacional

Sede: SRTVS - Quadra 701 - Bloco A - Salas 829/831
Edifício Centro Empresarial Brasília
70340-907 Brasília (DF) - Brasil
Fone/Fax: +55 (61) 3201-0932

 

Layout desenvolvido por: