Página InicialNa MídiaClipping

13/08/2014 - Empresas de tecnologia entregam pauta a presidenciáveis

Por Gustavo Brigatto | De São Paulo

 

Em uma iniciativa inédita, três associações que reúnem empresas de tecnologia no Brasil se uniram para apresentar propostas para o desenvolvimento do setor aos candidatos à Presidência da República Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB).

No documento são elencadas mais de 50 propostas, divididas em 17 áreas. Entre os itens abordados estão a desoneração tributária para os investimentos e a operação de centros de dados, a simplificação dos Processos Produtivos Básicos (ou PPB, o regime que concede incentivos fiscais à produção de equipamentos no Brasil), a aceitação de propriedade intelectual como garantia para financiamentos bancários e os incentivos à inovação tecnológica, entre outros.

O material, que começa a ser distribuído hoje, foi elaborado pela Associação das Empresas de Software (Abes), pela Federação das Associações de Empresas de Tecnologia da Informação (Assespro) e pela Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom).

Tradicionalmente, cada entidade fazia sua própria lista de pedidos aos candidatos. Desta vez, por iniciativa de associados em comum, elas se conversaram e decidiram fazer uma lista única, mostrando uma coesão nas demandas.

"É um sinal da maturidade e também do peso que o setor assumiu no país. A tecnologia hoje permeia tudo", disse ao Valor Sérgio Galindo, presidente da Brasscom. De acordo com ele, a ideia é conseguir o apoio de mais entidades do setor para reforçar o coro das demandas.

Além de pedidos, o material inclui os impactos esperados no setor e na economia como um todo. "Também estamos assumindo compromissos", disse Luís Mário Luchetta, presidente da Assespro.

Com receita anual de R$ 240 bilhões, o setor de tecnologia representa 4,6% do Produto Interno Bruto (PIB) do país. São mais de 70 mil empresas que empregam 1,5 milhão de pessoas. Caso as propostas sejam atendidas, a expectativa é que até 2022 a participação do setor na economia chegue a 6% e o número de empregados dobre.

Para Jorge Sukarie, presidente da Abes, enxergar o setor como estratégico é importante para qualquer um dos candidatos à Presidência da República. "O país só voltará a crescer na faixa de 3% ou 4% ao ano se aumentar a produtividade. E para fazer isso é preciso investir em tecnologia", disse o executivo.

Nos últimos 20 anos, o setor de tecnologia vem sendo beneficiado pelo governo com medidas como os incentivos para a fabricação local de PCs, tablets, smartphones e equipamentos de telecomunicações, além da inclusão na lista de setores beneficiados pela desoneração da folha de pagamento - que começou como um projeto piloto em 2011 e tornou-se permanente em maio.

As medidas permitiram avanços importantes, mas ainda é preciso fazer mais. "Hoje só um terço das pequenas e médias empresas têm conexão à internet em banda larga e menos de 10% delas usam serviços na nuvem. O processo de registro de propriedade intelectual pode demorar dez anos para ser concluído e há inseguranças com relação ao sistema tributário", disse Galindo.

A expectativa das associações é marcar, nos próximos dias, encontros com a presidente Dilma e Eduardo Campos. Com Aécio, uma conversa já está programada para o começo de setembro. Dependendo da agenda dos candidatos, também poderá ser marcado um evento que reúna os três de uma só vez - nos moldes do que faz a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

Além dos presidenciáveis, os pedidos serão apresentados também a candidatos ao Senado e às Câmara Federal e estaduais. A avaliação é que, com a renovação prevista para os quadros dessas casas, pessoas com mais familiaridade com o mundo da tecnologia (a chamada geração X, que inclui as pessoas nascidas entre os anos 60 e o início dos anos 80) estarão no poder, o que pode acelerar o desenvolvimento de políticas para o setor.

 

Fonte: Valor Econômico

 

Clique abaixo e veja a proposta:

Arquivo em formato .PDF (2 páginas; 194 Kb)

Editar esta página (área restrita)

 

Institucional

Associados

Biografias

Depoimentos

Diretoria Nacional

Diretorias Regionais

Histórico

Internacional

Missão, Visão e Valores

Núcleos Regionais

Transparência

Contatos

Contate Nossa Assessoria

Onde Estamos

Receba nossa Comunicação

Sua Opinião

Webmaster

Associe-se!

Filie-se Já!

Quem pode se Associar

Seja um Conveniado

Seja um Patrocinador

Benefícios

Comerciais

Competitividade

Eventos

Juridico-Tributarios

Reconhecimento

Recursos Humanos

Representatividade

Salas e Auditórios

Biblioteca

Agenda do Setor de TI

Dados de Mercado

Documentos

Inscritos em Prêmiações em Andamento

Inscritos em Premiações Encerradas

Legislação

Material de Eventos

Oportunidades de Negócios

Perguntas Frequentes

Recomendações

Loja Virtual

Inscrição Prof. Imre Simon - 2014 - ASSOCIADOS

Inscrição Prof. Imre Simon - 2014 - NÃO ASSOCIADOS

Livro 'Juntos Somos Mais'

Na Mídia

Artigos

Clipping

Mídias Sociais

Newsletter

Notícias das Regionais

Notícias do Setor

Notícias dos Associados

Press Kit

Press Releases

Revista TI

Semana em Brasília

>
 
 
 

(C)opyright 1976 - 2016 by Assespro Nacional

Sede: SRTVS - Quadra 701 - Bloco A - Salas 829/831
Edifício Centro Empresarial Brasília
70340-907 Brasília (DF) - Brasil
Fone/Fax: +55 (61) 3201-0932

 

Layout desenvolvido por: