Página InicialNa MídiaArtigos

25/06/2015 - Gerir depois da bonança

*Por Marcello Ladeira

 

 

 

 

 

Marcello Ladeira, CEO da Siteware

Depois de mais de uma década apresentando um Produto Interno Bruto (PIB) positivo, com um pequeno soluço, em 2009, ocasionado pela “marola” refletida no Brasil durante a crise dos países ricos, o país se depara, agora, com uma nova realidade. O Fundo Monetário Internacional (FMI) já projeta que o Brasil passará pela “mais grave” retração dos últimos 20 anos. Não há economista, sem viés político, que acredite em um número positivo para a economia deste ano. As discussões agora já buscam entender o que devemos esperar de 2016 e 2017.

No período de resultados positivos, alguns setores foram agraciados por políticas de estímulo ao consumo, de benefícios tributários ou para atender a demandas externas-fatores que permitiram estes segmentos serem capazes de sustentar as taxas de crescimento chinesas. A construção civil, no período de 2004 a 2013, alcançou um crescimento de quase 52,81%, segundo o Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG) e a mineração atingiu 388,9%, de acordo com o Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM). Já os setores automobilístico e varejo elevaram as suas marcas para 165,5% e 123,8%, no mesmo período, conforme indicadores da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) e da SerasaExperian, respectivamente. Para a maioria das empresas desses e de outros setores, na década de 2000, foi mais fácil, rápido e lucrativo apostar no aumento da produção, mesmo que sacrificando ou se descuidando da produtividade.

O cenário recessivo atual, ocasionado pelo descontrole fiscal do governo, aliado à redução da demanda internacional por nossas commodities, descortina uma realidade a qual estávamos desacostumados. Nossas empresas agora são forçadas a fazer “mais com menos”. Passamos a ter uma grande preocupação com a contenção dos custos, o que só evidencia o quanto estávamos sendo ineficientes e permissivos. Vale lembrar, aqui, a frase atribuída a Marcel Telles e a Margin Rodrigues da 3G Capital: “custos e despesas são como unhas, estão sempre crescendo. Periodicamente precisam ser cortados”.

Agora é o momento de direcionar um olhar crítico para dentro das empresas: descobrir oportunidades de melhorias nos processos, identificar onde ocorrem desperdícios, máquinas e equipamentos obsoletos que já não são capazes de alcançar os níveis de produtividade de suas versões mais novas.  É o momento de estimular a inovação dentro das equipes, afinal as melhores ideias surgem nos momentos de necessidade.

Os desafios do momento para as empresas brasileiras parecem ainda maior, pois deixamos de aproveitar as sobras do momento de prosperidade para investirmos em infraestrutura. Nossa realidade hoje é uma matriz logística ineficiente, baseada no transporte rodoviário com estradas subdimensionadas e com combustível caro. Além de escoamento portuário precário, tudo isso afeta o valor dos nossos produtos, dificultando nossa competitividade internacional e reduzindo as vantagens de estarmos com uma moeda enfraquecida perante ao dólar.

Tudo na vida, incluindo a economia, é cíclico. Sabemos que o período atual é passageiro e novos períodos de crescimento virão. Aqueles que souberem otimizar seus processos, aumentando a produtividade e aperfeiçoando os controles de custo terão o melhor dos dois cenários e uma grande vantagem perante a seus concorrentes.

 

*Marcello Ladeira é CEO da Siteware, empresa mineira de soluções tecnológicas voltadas para a gestão da performance corporativa e melhoria contínua de processos

Editar esta página (área restrita)

 

Institucional

Associados

Biografias

Depoimentos

Diretoria Nacional

Diretorias Regionais

Histórico

Internacional

Missão, Visão e Valores

Núcleos Regionais

Transparência

Contatos

Contate Nossa Assessoria

Onde Estamos

Receba nossa Comunicação

Sua Opinião

Webmaster

Associe-se!

Filie-se Já!

Quem pode se Associar

Seja um Conveniado

Seja um Patrocinador

Benefícios

Comerciais

Competitividade

Eventos

Juridico-Tributarios

Reconhecimento

Recursos Humanos

Representatividade

Salas e Auditórios

Biblioteca

Agenda do Setor de TI

Dados de Mercado

Documentos

Inscritos em Prêmiações em Andamento

Inscritos em Premiações Encerradas

Legislação

Material de Eventos

Oportunidades de Negócios

Perguntas Frequentes

Recomendações

Loja Virtual

Inscrição Prof. Imre Simon - 2014 - ASSOCIADOS

Inscrição Prof. Imre Simon - 2014 - NÃO ASSOCIADOS

Livro 'Juntos Somos Mais'

Na Mídia

Artigos

Clipping

Mídias Sociais

Newsletter

Notícias das Regionais

Notícias do Setor

Notícias dos Associados

Press Kit

Press Releases

Revista TI

Semana em Brasília

>
 
 
 

(C)opyright 1976 - 2016 by Assespro Nacional

Sede: SRTVS - Quadra 701 - Bloco A - Salas 829/831
Edifício Centro Empresarial Brasília
70340-907 Brasília (DF) - Brasil
Fone/Fax: +55 (61) 3201-0932

 

Layout desenvolvido por: