Página InicialNa MídiaArtigos

07/05/2012 - Não nos deixem com ‘cara-de-bobos’!

* Por Roberto Carlos Mayer

 

Talvez não tenha sido nestes termos, mas o dilema “To Chavez or not to Chavez” está exacerbando o cenário político da Venezuela. O coronel Hugo Chavez governa o país desde 1999. Seus problemas de saúde, que o leva periodicamente a afastar-se do país para se tratar em Cuba, são amplamente conhecidos. E suas mais recentes declarações públicas só reforçaram que seus problemas de saúde se agravaram.

Entretanto, embora Chavez seja candidato às eleições agendadas para o próximo dia 7 de outubro de 2012, há informações seguras de que a cúpula do seu partido já debate o efeito dos seus problemas de saúde sobre a campanha.

O grupo de governadores e líderes estaduais que coordena os rumos da campanha de Chavez é conhecido como ‘comando Carabobo’. Esse nome, que parafraseamos no título do artigo, faz alusão à segunda batalha de Carabobo, na qual o exército de Simón Bolívar derrotou as forças espanholas, em 1821, apontando assim para a independência da “Gran Colombia” (que reunia os atuais territorios da Venezuela, Colombia e Equador).

Aparte da história, os membros do comando Carabobo nacional, não tem claro ainda como agir no caso de um impedimento definitivo de Chavez. Por enquanto, preparam-se para insuflar greves nos estados governados pela oposição, numa tentativa de criar cisões nas fileiras da oposição.

Se nas eleições presidenciais anteriores a oposição se apresentou de forma fragmentada, nesta oportunidade a oposição conseguiu reunir, pela primeira vez, todas suas forças em torno de um único candidato. O vencedor das eleições primárias da oposição foi o jovem governador do estado de Miranda, Henrique Capriles Radonski, de 39 anos de idade.

Analistas políticos indicam que a situação não dispõe de outro candidato forte, capaz de vencer Capriles. E desse receio de perder o poder que surgem hipóteses de suspensão das eleições, o que quebraria a ordem constitucional. Há inclusive boatos de que elementos das Forças Armadas estariam considerando um golpe de estado.

Ao mesmo tempo, a violência do discurso contra a oposição cresce a cada dia. Os avós maternos de Capriles foram judeus emigrados da Europa Oriental durante a Segunda Guerra Mundial. Este fato foi usado pela propaganda oficial para afirmar que nesta eleição a opção será entre “a revolução bolivariana que vem reivindicando a unidade latino-americana e os interesses do povo, e a do sionismo internacional que ameaça com a destruição do planeta que habitamos”.

Artigo publicado em fevereiro na radio Nacional da Venezuela, pertencente ao “Ministerio del Poder Popular para la Comunicación y la Información” (assim diz no site), apresenta a biografia de Capriles afirmando que ele trabalhou para empresas da “burguesia sionista”. E continua acusando-o de participar do movimento ‘fascista’ TFP – Tradição, Família e Propriedade, e ser vinculado à ordem ‘Opus Dei’ da Igreja Católica…

O setor de Tecnologia da Informação da Venezuela, está agrupado na Cavedatos – ‘Cámara Venezolana de Empresas de Tecnologías de la Información’. Seus dirigentes, assim como a maioria das entidades nacionais do setor de TI, estão empenhados em disponibilizar uma agenda digital, que coloque a Tecnologia a serviço do desenvolvimento do país e dos seus cidadãos.

Mas, a Tecnologia da Informação não tem encontrado espaço no governo atual: a velocidade média da Internet na Venezuela está entre as trinta piores nações do mundo, enquanto seu custo é dos mais elevados. Segundo a CEPAL, Comissão Econômica para a América Latina, das Nações Unidas, cada megabyte de largura de banda custa mais de cinco por cento da renda média da população.

Finalizando então, avaliamos que há risco real de rompimento da ordem constitucional, a qual foi fixada no ‘protocolo de Ushuaia’ para os países membros do Mercosul em 1998, com a concordância dos quatro membros plenos mais Chile e Bolívia. A Venezuela, embora seja país aderente ao tratado do Mercosul, ainda não foi admitida como membro pleno porque o Senado do Paraguai, ao contrário dos Parlamentos da Argentina, Brasil e Uruguai, ainda não aprovou a sua adesão, justamente por questionar o nível de democracia que efetivamente existente na Venezuela.

Coincidência ou não, é o pequeno e valente Paraguai que será sede, no próximo mês de junho,  da próxima cúpula ibero-americana de TI (http://www.summit2012paraguay.org.py/), onde reuniremos representantes das entidades de TI de dezenove países da região, inclusive da Cavedatos.

*Roberto Carlos Mayer (mailto:rocmayer@mbi.com.br) é diretor da MBI (http://www.mbi.com.br), vice-presidente de Relações Públicas da Assespro Nacional e presidente da ALETI (Federação das Entidades de TI da América Latina, Caribe, Portugal e Espanha).

Editar esta página (área restrita)

 

Institucional

Associados

Biografias

Depoimentos

Diretoria Nacional

Diretorias Regionais

Histórico

Internacional

Missão, Visão e Valores

Núcleos Regionais

Transparência

Contatos

Contate Nossa Assessoria

Onde Estamos

Receba nossa Comunicação

Sua Opinião

Webmaster

Associe-se!

Filie-se Já!

Quem pode se Associar

Seja um Conveniado

Seja um Patrocinador

Benefícios

Comerciais

Competitividade

Eventos

Juridico-Tributarios

Reconhecimento

Recursos Humanos

Representatividade

Salas e Auditórios

Biblioteca

Agenda do Setor de TI

Dados de Mercado

Documentos

Inscritos em Prêmiações em Andamento

Inscritos em Premiações Encerradas

Legislação

Material de Eventos

Oportunidades de Negócios

Perguntas Frequentes

Recomendações

Loja Virtual

Inscrição Prof. Imre Simon - 2014 - ASSOCIADOS

Inscrição Prof. Imre Simon - 2014 - NÃO ASSOCIADOS

Livro 'Juntos Somos Mais'

Na Mídia

Artigos

Clipping

Mídias Sociais

Newsletter

Notícias das Regionais

Notícias do Setor

Notícias dos Associados

Press Kit

Press Releases

Revista TI

Semana em Brasília

>
 
 
 

(C)opyright 1976 - 2016 by Assespro Nacional

Sede: SRTVS - Quadra 701 - Bloco A - Salas 829/831
Edifício Centro Empresarial Brasília
70340-907 Brasília (DF) - Brasil
Fone/Fax: +55 (61) 3201-0932

 

Layout desenvolvido por: